sábado, setembro 18

O DINHEIRO VIR OU COLETIVO

O que diz a pesquisa

Do primeiro ao terceiro ano de relacionamento, 75% das mulheres mantêm conta bancária separada da de seu companheiro. Entre o quinto e o oitavo ano, 25% têm três contas (a dele, a dela e a conjunta). Depois dos dez anos, 64% contam apenas com uma conta conjunta.

Por que isso acontece?

Dayana Yochim, autora do livro Couples and Cash: How do Handle Money with Your Honey (Casais e dinheiro: como conciliar suas finanças e seu amor), inédito no Brasil, atribui razões biológicas. “Os homens se voltam para novas oportunidades. Já as mulheres preferem segurança financeira”, diz. Como os desejos são diferentes – você quer aplicar em fundos conservadores e ele, apostar em bolsas estrangeiras –, deixe o dinheiro separado. Mas, como vocês têm contas em comum (escola das crianças, financiamento do imóvel, supermercado...), é conveniente manter uma conta conjunta.

Estratégia pró-amor

“Mesmo que sua relação esteja indo bem, mantenha sua própria conta corrente”, afirma Candace Bahr, co-fundadora do Women’s I nstitute for Financial E ducation. Juntos, vocês continuarão tomando decisões financeiras de longo prazo. Ao mesmo tempo, você não deixará de ser senhora do seu cartão de crédito. Quanto cada um deposita na conta conjunta? Dayana sugere que a contribuição seja proporcional ao salário.

0 comentários:

© 2008 Por *Templates para Você*